quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A todos os atletas, familiares e amigos,


o Dojo Centro Jovem deseja,


BOAS FESTAS

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

2011- Hierarquia no Dojo




A HIERARQUIA NO DOJO


O Dojo, (Do = via, Jo = local, literalmente “o lugar da via”,) é o termo japonês que designa o local de treino de uma Arte Marcial, onde se reúnem praticantes a fim de treinar, ser examinados ou destinado ao desenrolar de uma competição. É um local de concentração e respeito onde decorrem muitos dos cerimoniais próprios.
A organização do Dojo, além de simbólica, geralmente respeita um padrão tradicional, segundo o qual os praticantes entrarão pelo lado esquerdo referente ao Shomen e os instrutores pelo lado direito.
Tradicionalmente também existe um Kamiza (área destinada a uma espécie de santuário contendo artefactos como sabres, fotografias, caligrafia, ou decorado com outros objectos relacionados com a Arte.
A parede frontal ao kamiza é o Shimoza destinado aos alunos que devem organizar-se por graduações ou antiguidade no Dojo da esquerda do Sensei para a direita (do lado esquerdo da linha de saudação, paralelamente ao Shomen, estará o Sempai e os cintos negros). É igualmente à direita que se encontra o lugar reservado aos convidados ou visitantes do Dojo.
Sendo o karate um dos parcos repositórios da tradição cultural do Japão, não será de estranhar que seja dotado de uma estrutura hierarquizada fundada não só nessa mesma tradição cultural mas em todo um património simbólico que lhe confere contornos de alguma religiosidade.
De entre os títulos que se mantiveram na atualidade, encontram-se:


Uchi-Deshi: Os Uchi-deshis são os alunos especiais que decidiram dedicar-se plenamente a uma arte Marcial e seguir os ensinamentos de seu Mestre. Para o qual vivem no Dojo, donde treinam e mantêm as suas instalações.


Dohai: Designa dois praticantes com a mesma graduação.

Kohai: O Kohai é o praticante jovem dotado com grau Kyu e, por questões de cortesia, utiliza-se na terceira pessoa e não directamente porquanto designa um título relativo – compara duas pessoas, sendo uma delas – o kohai – de graduação inferior. A relação Senpai – Kohai é de relevância tal que faz parte do sentido profundo da cultura japonesa, surgindo em diversas obras literárias ou cinematográficas, que procuram retratar a missão de guia que assiste ao aluno mais antigo e que é independente de factores como a graduação ou a idade.

Senpai: O Senpai é de igual modo um título honorífico relativo atribuído a alguém numa organização e que designa o praticante sénior, isto é, de entre os alunos mais graduados, aquele que se encontra entre os graus Shodan e Nidan, podendo ser utilizado, num sentido amplo, em relação a todos aqueles que, sendo mais graduados, ainda não lhe foi outorgado o título de Sensei. Mas mais do que um praticante sénior, ao Senpai assistem certas obrigações decorrentes do seu estatuto. Tal como se espera que o Kohai respeite e obedeça ao Senpai, este, por sua vez, deve guiar, proteger, respeitar e ensinar o kohai.

Sensei: O termo Sensei, designa literalmente “professor” ou especialista, e é geralmente atribuído automaticamente a qualquer 1º e 2º Dan. É um termo que tem implícito não só o respeito mas também um certo nível de mestria numa determinada Arte.

Renshi: O Renshi (“professor, aquele que é mestre de si próprio) é um instrutor avançado e, na generalidade dos estilos só será atribuído a partir de 4º ou 5º Dan.


Shihan: O termo Shihan significa “honrado professor” ou modelo e designa perito ou avançado, designando o 5º ou 6º Dan, sendo, tal como o termo Sensei, atribuído de forma automática.


Kyoshi: O termo Kyoshi um instrutor de uma associação ao qual foi atribuído o grau de 7º Dan.
Hanshi : O termo Hanshi ou Shihan significa “amo”, é um título honorífico atribuído não já automaticamente a todos os 8º Dan. 9º e 10º Dan, mas por via de outorga e designa o instrutor sénior que se distinguiu no exercício das suas funções.

Kansho: Termo que significa “diretor”. “Presidente”.

Sosai: Significa “Presidente e fundador” e designa unicamente os fundadores de cada uma das grandes associações de karate nipónicas.


Menkyo Kaiden: Título extremamente raro reservado apenas ao praticante que conhece totalmente os ensinamentos da escola e compreende, na sua plenitude, os ensinamentos secretos.

Francisco Altino Morais 4.º Dan

Fontes:
RATTI Oscar, WESTBROOK Adele; Secrets of the Samurai – A Survey of the Martial Arts of Feudal Japan, Tuttle Publishing – in Charles E. Tuttle Company. Inc. 1973 – ISBN: 85-370-0062-0

LAWLER Jennifer, The martial arts encyclopedia – Masters Press, 1996 ISBN: 1-57028-068-1 (pbk)